“Simplesmente o Paraíso marca extraordinariamente o retorno de Julia Quinn às livrarias brasileiras”
Preloader

Publicado pela Editora Arqueiro, Simplesmente o Paraíso é o primeiro livro do Quarteto Smythe-Smith.
Os Bridgertons já compareceram em eventos dessa família, conhecida por toda Londres pelo concerto anual que eles fornecem desde 1807.
Mas tais concertos não são conhecidos como algo extraordinário, na realidade são conhecidos como inescutáveis.

Sendo assim, temos Marcus Holroyd, o Conde de Chatteris que crescera sozinho devido ao desinteresse dos pais. Portando, Marcus sempre fora um ser introvertido e só anos depois fora conhecer o seu amigo, Daniel Smythe-Smith.
Porém, após anos de amizade e se sentindo parte da família de Daniel, Marcus se vê sozinho novamente após Daniel causar um alvoroço em Londres, tendo que se exilar na Itália para não ser morto. Mas antes de partir, Daniel pede a Marcus uma promessa: cuidar de sua irmã mais nova, Honoria, para que ela não case com um imbecil.
E é isso que ele o faz, durante três anos.

“Assim, Marcus a observava de longe e havia silenciosamente espantado um ou dois pretendentes.
Ou três.
Talvez quatro.
Prometera a Daniel.
E Marcus Holroyd não quebrava as suas promessas.”

 

Após a partida de Daniel, Honoria tem uma grande mudança em sua vida. Mais nova de seis irmãos, com suas respectivas vidas de casados, sua casa que era cheia de sons e risos, agora tem como único som o tique-taque do relógio. Então ela decide que se casará nessa temporada com o objetivo de ter sua própria família, de preferência grande a barulhenta para acalentar esses anos de solidão.
Junto de suas primas, Honoria vai á Bricstan para passar um fim de semana, onde quatro cavalheiros foram convidados. Com um plano em mente, ela se desdobra para finalmente chamar a atenção de alguém.

“Não era um plano muito complicado: só precisaria de um dia ensolarado, de um senso de direção razoável e de uma pá.”

Claro que Marcus é convidado, mas Honoria o pede para não ir. Todavia, Bricstan não é muito longe da casa de Marcus, e este resolve andar pelas proximidades com o intuito de observá-la. E acaba se deparando com o que Honoria está planejando.
Rindo de tal ato, Marcus acaba por chamar a atenção da moça, que claramente briga com ele, fazendo com que posteriormente Marcus saia muito machucado.
Honoria retorna à Londres, mas ao descobrir que Marcus se encontra muito doente, ela vai ao encontro dele junto de sua mãe. Muito preocupada e se sentindo culpada pelo o que acontecera a Marcus, tudo o que Honoria estima é que seu melhor amigo fique bem.

Será que algo bom poderá sair dessa situação?

“Ele se apoiou nos cotovelos, tentando tirar o máximo de peso de cima dela, e olhou para baixo. Disse a si mesmo que era para ver se Honoria estava bem. Iria lhe perguntar isso assim que recuperasse o fôlego. Mas, quando a encarou, seus lábios estavam entreabertos, os olhos com uma expressão atordoada. E Marcus fez o que qualquer cavalheiro instintivamente faria: baixou a cabeça para beijá-la.”


Em Simplesmente o Paraíso, Julia Quinn nos brinda com um romance leve e cômico. Com uma escrita impecável e com personagens cativantes, a autora oferece aos seus leitores a oportunidade de se apaixonar por mais uma família. E sim, os Bridgertons fazem algumas participações nostálgicas nesse primeiro livro e não tem como nós fãs não surtarmos quando estes aparecem.
Para quem ama as obras dessa diva, este quarteto é leitura obrigatória, e se você ainda não leu os livros dela, se deixe levar por essas histórias e famílias a sua própria conta e risco, e tente não se apaixonar.

“É bem improvável que um fã de romances nunca tenha ouvido falar de Julia Quinn. Se você é um dos poucos que não leu um livro dela, recomendo que corra e garanta qualquer um!
Eles são fascinantes, cheios de charme, humor e perspicácia.”
– Kirkus Reviews

 

About the Author

Licenciada em Letras, é tradutora, copidesque, revisora e colaboradora da área de livros do Oracullo. Viciada em Netflix, Doramas, animes, mangás e livros.

%d blogueiros gostam disto: