Review For Honor | Machados, espadas e muita porradaria
Preloader

Meu guerreiro Viking prepara seu machado enquanto nosso território está prestes a ser invadido por centenas de soldados.

Existem mais dois samurais e um guerreiro medieval lutando ao meu lado, todos preparados para ir até o fim para defender nossos pontos estratégicos na Cidadela.

Enquanto nossa área é invadida por soldados de baixa patente, eu encontro meu Nemesis. Segurando um tacape enorme, movendo-se lentamente em círculos enquanto estuda meus movimentos, chego a conclusão que ele é um guerreiro conhecido em seu meio. Eu ataco com grande velocidade, mas ele bloqueia e me empurra. Vulnerável, levo grande dano, porém consigo me recuperar e desfiro um golpe forte – e mortal – em sua cabeça.

Tudo isso acontece em apenas alguns minutos de uma partida de For Honor, e a cada batalha travada mais instigante torna-se o jogo.

 

Desenvolvido pela Ubisoft e lançado recentemente para Playstation 4, X Box one e PC, For Honor é um jogo de duas realidades completamente diferentes. Quando se trata de single-player, o game apresenta personagens que não te prendem, dublagem tediosa e objetivos que você tem que se esforçar muito para se importar. O enredo tenta contar a história de como o mundo mudou após eventos cataclísmicos, só que faz isso de uma maneira pífia e genérica.

Mas olhando para o pacote completo, é fácil de perceber que a campanha offline está lá apenas para preencher uma lacuna, talvez até servir como um grande tutorial para o que realmente interessa, a jogatina online.

For Honor chega para tentar deixar sua marca em um terreno que já tem alguns expoentes de peso, os E-Sports. E se tratando de esportes eletrônicos, falamos sempre de multiplayer, é nesse quesito que a nova franquia da empresa francesa realmente brilha.

A  IP da Ubisoft conta com uma gama interessante de modos online, e cada um deles tem suas peculiaridades. O duelo 1v1 é intenso, exige muita atenção e concentração na hora de trocar farpas com seu oponente. Já Dominação 4V4 é um modo mais estratégico, é preciso sempre estar atento ao mapa, escolher bem suas batalhas e saber a hora de bater em retirada estratégica. Além disso existem batalhas 2×2 e o modo Eliminação que também é muito divertido.

 

 

As batalhas travadas nos terrenos ensanguentados de For Honor são sempre diferentes. Além de deferir golpes e combos para drenar a vida de seu oponente, você deve se esquivar e defletir dos ataques de seus inimigos com o posicionamento correto de sua arma/escudo. O sistema de combate recompensa atenção e bom timming.

Vale lembrar que, como qualquer E-Sport, For Honor exige persistência e treino. As lutas não são fáceis e a curva de aprendizagem é média/ alta, porém praticar se torna muito recompensador quando você consegue vencer aquele duelo complicado, em que ambos os guerreiros se estudam por um longo período e usaram apenas seus melhores golpes.

Graficamente o jogo é muito competente, entrega texturas e modelos de alta qualidade além de cenários cheios de detalhes. A parte sonora é boa no quesito da ambientação, jogando com um headset decente ou utilizando um sistema de som 5.1 com certeza você irá se sentir dentro do campo de batalha. Já a trilha é pouco memorável, e para um tema “épico” como esse, poderia ser melhor trabalhada.

 

Considerações finais :

For Honor vem para fincar sua bandeira (ou seu machado) no mundo dos E-Sports. Com uma mecânica de combate recompensadora e bons modos online, é uma ótima pedida para quem está procurando um jogo focado no multiplayer.

Pontos fortes

  • Sistema de batalha interessante
  • Ambientação de tirar o fôlego
  • Recompensa o treino

 

Pontos fracos

  • Servidores instáveis (até o momento desse review)
  • Campanha offline dispensável

 

For Honor já está disponível para PS4, Xbox One e PC.

A Ubisoft cedeu gentilmente uma cópia desse jogo para o review. Jogo revisado no PS4.

About the Author

Publicitário, jornalista e nerd sempre que possível.

%d blogueiros gostam disto: