Personagem da semana #3: Superman
Preloader

Considerado o primeiro super herói criado, Superman é um dos personagens mais famosos dos quadrinhos.

Criado nos anos 30 por Jerry Siegel e Joe Shuster enquanto trabalhavam no jornal escolar Glenville Torch e concebido para ser um vilão, Superman passou por muitas transformações e adaptações até ser, finalmente, publicado pela Action Comics (atualmente DC Comics) em 1938.

Em sua primeira versão, ainda como vilão no fanzine O reinado do Super-homem, o personagem já possuía algumas características semelhantes às do herói que conhecemos hoje, porém ele era um humano que fora atingido por um meteoro alienígena. A ideia, contudo, não durou muito tempo e acabou sendo descartada por ambos que começaram a buscar novos rumos para o personagem. Ele, então foi transformado em herói, porém ainda um humano comum, sem nenhuma habilidade especial. Superpoderes não eram comuns nos quadrinhos da época. Depois de serem rejeitados algumas vezes, mesmo tendo algumas de suas histórias publicadas em pequenos jornais, finalmente em 1938 Siegel e Shuster conseguiram publicar a primeira revista do Homem de Aço.

A maior parte de seus poderes e de sua história já se encontravam nos primeiros exemplares da revista e foram se explicando conforme as mesmas eram publicadas. Um dos principais motivos para o sucesso crescente do herói era justamente por romper com os padrões dos quadrinhos da época. Mostrar um ser extraordinário, de outro planeta e que, ao mesmo tempo, era tão norte-americano quanto um herói pudesse ser só fez com que sua popularidade crescesse através dos anos.

O sucesso do Homem de Aço era tão grande que no final dos anos 70 ele chegou às telonas. Tendo Christopher Reeve como sua versão em carne e osso, apesar dos efeitos especiais ainda precários da época, os filmes fizeram tanto sucesso que até hoje são lembrados pelos fãs de quadrinhos, pois foi o percursor dos filmes de heróis.

Nos anos 90 o canal de TV ABC comprou os direitos de exibição do personagem para TV, dando origem a série “Lois e Clark: As Novas Aventuras do Superman”. Na mesma época que Dean Cain e Terri Hatcher davam vida aos personagens Clark e Lois na TV, os editores da DC decidiram elevar o nível do relacionamento dos dois nos quadrinhos, o que despertou o interesse dos produtores da série, que pediram para que o casamento dos quadrinhos fosse simultâneo ao da TV. A ideia deixou os quadrinistas um tanto quanto descontentes e estes decidiram dar vida a uma ideia que já rondava suas mentes há algum tempo: matar o Superman!

A ideia começou a tomar forma com o surgimento do personagem Apocalypse nos quadrinhos da Liga da Justiça da América. A história se desenvolveu e escalou de tal forma que, quando finalmente o Superman consegue derrotar Apocalypse, em uma troca de socos potentes, ambos morrem. A revista entrou em hiato por alguns meses, o que reforçou a ideia de que o homem de aço estava mesmo morto. Após o hiato, as revistas do Superman voltaram a ser publicadas, o que fez com que o público ficasse intrigado com o real destino do herói. A história foi um enorme sucesso, dando origem a uma nova imagem do mesmo, que já vinha fazendo sucesso há quase 60 anos. Posteriormente, em 2007, o arco ganhou um filme animado e que foi o percursor do estilo da DC Animated Universe, como hoje é conhecido.

A série de TV Lois e Clark durou apenas quatro temporadas, culminando em 1997 com o casamento dos personagens, o que inspirou a DC Comics a lançar Superman: O álbum de Casamento, com uma compilação de histórias contadas por roteiristas que acompanhavam o personagem desde 1986. No entanto, apenas quatro anos depois do término de Lois e Clark foi lançada a série de TV Smallville que trazia um homem de aço ainda adolescente e sem total conhecimento de seus poderes. A série exibida pela Warner Channel, hoje conhecido como CW, foi um grande sucesso e durou 10 temporadas. Mais recentemente, o personagem foi representado na telinhha por Tyler Hoechelin em uma participação especial na série de TV Supergirl e, por enquanto, não tem previsão de ganhar um programa solo.

Por ser tão popular entre crianças e adolescentes, o personagem sempre fora uma ótima fonte lucrativa e foi distribuído por diversas mídias. Nascido nos quadrinhos e expandido para o cinema e a TV com sucesso, outra mídia na qual o homem de aço é muito popular também é nos games. Tendo o primeiro surgido para o Atari no mesmo ano que o primeiro filme de Christopher Reeve foi lançado. Vários jogos foram lançados através dos anos, tanto de aventuras solo quanto junto à Liga da Justiça. Um dos crossovers mais interessantes dos games foi o jogo lançado em 2008 que cruzava a Liga da Justiça com os lutadores de Mortal Kombat. Os últimos jogos lançados onde há a presença do herói são Injustice: Gods Among Us, Lego Batman 3: Beyond Gotham e Infinite Crisis. Um dos lançamentos mais aguardados do ano é do game Injustice 2, que segundo o que mostra o trailer, trará um Superman mais impiedoso.

Ainda na linha filmes, em 2006 foi lançado o Superman: O Retorno. Com Brandon Routh no papel principal, o longa não atingiu as altas expectativas da Warner Bros. que decidiu por não dar continuidade a história, optando por reiniciar a franquia do zero.

Com a intenção de criar um universo único e compartilhado, e entrando na onda da era de sucesso dos filmes de heróis, em 2013 foi lançado o filme O Homem de Aço, com Henry Cavill no papel principal e grande elenco. O longa atingiu o sucesso esperado pela produtora e trouxe, mais uma vez, um tom renovado ao herói. Dirigido por Zack Snyder de 300 e Watchmen, o filme traz um Superman que ainda não sabe seu lugar de herói e está tentando se ajustar. A película deu início ao universo compartilhado de filmes de heróis da DC, o DC Extended Universe (ou DCEU entre os fãs), o segundo filme deste universo é Batman vs Superman: A Origem da Justiça que conta como tudo ficou após os acontecimentos de O Homem de Aço. Apesar de dividir as opiniões de público e crítica, o filme é considerado um sucesso, tendo arrecadado 873 milhões de dólares mundialmente. Este trouxe de volta o arco A Morte do Super-homem, tão popular entre os fãs do herói, e deu o primeiro passo para a criação da Liga da Justiça.

O filme da Liga da Justiça tem sua estreia marcada para 16 de novembro de 2017, no entanto em 25 de março – e exatamente um ano após a estreia de Batman vs Superman – Zack Snyder liberou o primeiro trailer oficial do filme. O trailer apresenta a Liga da Justiça sendo formada por Mulher-Maravilha, Batman, Aquaman, Flash e Ciborgue. Entretanto, obviamente foi sentida a ausência do Homem de Aço, já que o herói é tido por muitos fãs (devido a animação dos anos 2000) como membro fundador do grupo, porém a informação não é verdadeira, já que nas HQs quem fundou a Liga foi o Aquaman. O Super-homen só se junta ao grupo um tempo depois, devido questões editoriais. Muitos fãs estão curiosos para saber mais sobre o retorno de Superman nos filmes e que solução o diretor dará para o retorno do herói. Será que o diretor será fiel aos quadrinhos ou criará uma nova alternativa para que o herói volte à vida? Será que entregando o mesmo que há nos quadrinhos o Super-homem retornará em seu uniforme preto e sem poderes, tendo que se adaptar? Ou voltará dominando todos os seus poderes e seguro de como usá-los (algo pelo qual os fãs clamam desde O Homem de Aço)? Por enquanto nada que possamos realmente saber, apenas teorias e especulações.

Enquanto aguardamos o lançamento de Liga da Justiça para, finalmente, termos todas as respostas quanto ao destino do Super-homem nas telonas, poderemos seguir o novo arco do Homem de Aço nos quadrinhos. A Panini Comics acaba de anunciar uma cronologia para o lançamento do arco Renascimento, que vem sendo muito aguardado pelos fãs brasileiros e que tem previsão de sair em abril.

Texto da colaboradora: Daiana Seixas

Revisado por: Bruna Vieira.

About the Author

Calvo, Nerd, com sérios problemas mentais e psicológicos. Aceita um café?

%d blogueiros gostam disto: