"A garota que você deixou para trás une o passado e o contemporâneo em busca da verdade"
Preloader

Publicado pela Editora Intrínseca, A garota que você deixou para trás aborda a história de duas mulheres que lutam por aquilo que amam.

Na primeira parte do livro, estamos em 1916 e conhecemos Sophie Lefèvre que, juntamente de sua irmã Hélène, seu irmão Aurélien e seus sobrinhos, sofrem com as consequências da Primeira Guerra Mundial. Os maridos das irmãs partiram para a guerra e, desse modo, elas têm que tomar conta da família e do hotel em que moram, o Le Coq Rouge. Mas acontece que, pouco tempo após a partida de seus amados, a pequena vila francesa de St. Péronne é invadida por alemães.

Eles racionam e confiscam tudo, colocam toque de recolher e matam por qualquer questão. Em pouco, a fome e o medo constante permeiam a pequena vila. Sophie reza para que seu marido volte e que a guerra acabe, mas a cada dia que passa, a cada dor no estômago e a cada olhar ansioso das crianças por algo comestível, a nossa protagonista começa a se questionar sobre justiça, e suas esperanças começam a ruir. Sua única maneira de lembrar como era sua vida antes da guerra, é seu autorretrato, pintado por seu marido, Édouard Lefèvre.

“Fiquei olhando para a garota e, por alguns segundos, me lembrei de como era ser ela, sem sentir fome nem medo, interessada apenas nos momentos em que eu poderia ficar a sós com Édouard. Ela me fazia lembrar de que o mundo era capaz de beleza e que já havia existido coisas – arte, alegria, amor – que enchiam o meu mundo, em vez de medo, sopa de urtiga e toque de recolher.”

 

O Kommandant Friedrich Hencken, encarregado da cidade, se impressiona com a audácia de Sophie e fica encantado com o quadro que o marido dela pintou. Consequentemente, ele parece estar encantado pela própria e, manda que ela e a irmã façam a comida dos soldados alemães. Sem outra opção, elas começam a receber mantimentos contados e a preparar refeições para os inimigos.

Com o passar do tempo, Sophie pensa que conseguiu alguém que possa ajudá-la, e pede ao Kommandant que a mande para onde seu marido está, já que Édouard fora preso.

Claro que ele pede algo em troca e, ao contar a sua irmã Hélène, esta fica louca e ressentida com o que Sophie está prestes a fazer.

“Uma vez feito, não pode ser desfeito.”

Um tempo depois, Sophie é presa e levada pelos alemães, mas será que conseguirá ir de encontro ao seu marido?
Então, temos a segunda parte, estamos em 2006, onde Olivia Halston perdera seu marido, David, abruptamente. Ela vive um dia de cada vez, tentando seguir em frente.

Liv acaba conhecendo Paul McCafferty e acha que sua vida finalmente está prestes a mudar. Só que não.

Paul trabalha em uma firma que tem como objetivo devolver obras de arte que foram roubadas pelos nazistas, e adivinha quem tem esse quadro?

Isso mesmo! Liv ganhou a obra nomeada A garota que você deixou para trás de seu falecido marido, o quadro de Sophie é a única coisa que restou para ela, uma lembrança de como era sua vida antes da perda, mas como provar que o quadro não fora roubado?

Em busca de provas que mostram que o quadro é seu legitimamente, Liv poderá descobrir muito mais do que imaginava.

E, afinal, o que acontecera com Sophie?

A garota que você deixou para trás é um livro com uma narrativa variada, dividida em duas partes, e não linear. Sua primeira parte é escrita em primeira pessoa, e a segunda é escrita em terceira. Particularmente gosto quando um livro é narrado de uma única maneira, mas Jojo é a rainha da escrita e faz com que o leitor nem sinta o passar das páginas. Os personagens são ricamente construídos, com suas dúvidas, acertos e falhas. Além da ambientação da guerra, onde o leitor reflete sobre os absurdos que aconteciam à época.

Um livro que ultrapassa o romântico e o drama, frisando que, em qualquer situação, devemos lutar por aquilo que acreditamos, a qualquer custo.

Recomendo essa leitura.

About the Author

Licenciada em Letras, é tradutora, copidesque, revisora e colaboradora da área de livros do Oracullo. Viciada em Netflix, doramas e livros.

%d blogueiros gostam disto: