Desventuras em Série é um excelente infortúnio para se assistir nesse fim de semana
Preloader

Ontem pela manhã a Netflix disponibilizou a primeira temporada de Desventuras em Série, nesta infelicidade temos a história de três pobres crianças: Violet, Klaus e Sunny Baudelaire, que tem suas vidas tragicamente alteradas após a casa deles pegar fogo, tirando a vida de seus pais.

Órfãos e claramente sem um lar, essas crianças ficam à mercê do Sr. Pope, que trabalha no Banco na área de Administração de Multas, ele deve lhes prover de conforto e leva-los aos parentes que lhes detêm a tutela.

Os Baudelaires podem prover de infortúnios, entretanto é uma família privilegiada, mas essa fortuna só poderá ser reavida após Violet completar a maior idade. Tendo apenas 14 anos, podemos imaginar que…. Bem, falta muito.

Conde Olaf com a infortunada família Baudelaire.

 

Pensando que não há como piorar, os Baudelaires são entregues a Conde Olaf, um homem vil que tem como objetivo ter acesso a herança da família desventurada.

Logo, os irmãos percebem que estão em uma enrascada e devem unir forças para fugir das garras do conde e de seus comparsas.

Com Violet sendo uma brilhante inventora, Klaus um leitor assíduo e Sunny uma máquina de morder, eles possuem uma boa chance em mudar suas vidas novamente.

Mas, porém, entretanto, todavia… os infortúnios deles estão apenas começando.

Os terríveis comparsas de conde Olaf

 

Desventuras em Série, possui oito episódios, sendo um livro adaptado a cada dois deles, desse modo temos muitos detalhes das obras, e se você caro leitor ainda não leu os livros, pegará spoilers a mil.

Malina Weissman (Violet), Louis Hynes (Klaus) e Presley Smith (Sunny) dão um show de interpretação, nem parecem crianças! Já Neil Patick Harris (Conde Olaf) com toda a certeza fez um personagem digno do vilão, sim meus caros, não tenham medo de comparar Harris e Jim Carrey, pois Jim é facilmente superado.

Os personagens secundários também são ótimos, mas houve momentos em que claramente seguravam o riso, o que deixou algumas cenas um pouco forçadas, e para completar essa infelicidade, a voz poderosa de Patrick Warburton (Lemony Sniket) traz a trama uma narração excelente com um quê de mistério.

Livros abordados na 1ª temporada.

 

A fotografia é linda, mas há erros de cenários, principalmente quando se trata do céu. Mas nada que lhe faça parar de assistir.

Acredito que a série não é para crianças, não pelo seu teor, mas pelos diálogos existentes, estes são inteligentes e complexos, o que pode resultar em falta de entendimento sobre algo. Todavia, não posso dizer se na versão dublada teve alguma mudança nesse quesito já que assisti toda temporada legendada.

Em suma, convido você a não dar uma chance para esta série. Não me contenho de melancolia ao ter que esperar pelas próximas temporadas.

Unindo mistério, ficção científica e terríveis acontecimentos, Desventuras em Série não deve ser assistida. Foram avisados, hein?

Até logo Baudelaires, vejo-os com toda a minha angustia e agonia em breve!

“Onde quer que se escondam, eu os caçarei.” – Shirley St. Ives (Aka Conde Olaf)

Nota Geral: 4/5

Revisado por: Raquel Moscardini

About the Author

Licenciada em Letras, é tradutora, copidesque, revisora e colaboradora da área de livros do Oracullo. Viciada em Netflix, doramas e livros.

%d blogueiros gostam disto: